jornada fruticultura

 

Cultivo de bananeira em clima subtropical, produção de suco de uva, cooperativismo, rastreabilidade, qualidade e valoração de frutas. Esses foram alguns tópicos discutidos na 3ª Jornada de Fruticultura do Oeste de Santa Catarina, que reuniu 102 pessoas em Chapecó, no dia 30 de outubro.

O objetivo do evento foi capacitar técnicos de nível médio e superior da área agronômica, mas foi aberto também a agricultores, estudantes e sociedade. Segundo o pesquisador do Centro de Pesquisa para a Agricultura Familiar da Epagri (Cepaf), Eduardo Cesar Brugnara, há três edições o evento vem capacitando pessoas e despertando o interesse pela fruticultura na região Oeste Catarinense, onde alguns cultivos com o da laranjeira e da videira já são importantes, e outros como as frutas tropicais são tidos como potenciais a serem explorados.

O evento é fruto de discussões multi-institucionais que levantaram a necessidade de capacitação de pessoas para atuação em fruticultura na região e alguns temas relevantes. O evento teve palestras com profissionais de São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “Tendo em vista o bom público presente, certamente haverá reflexos na produção e comercialização de frutas na região, pois os conteúdos foram bem trabalhados pelos palestrantes”, avalia Eduardo.

A jornada foi uma realização conjunta da Epagri, Associação dos Engenheiros Agrônomos do Oeste de Santa Catarina, Universidade Federal da Fronteira Sul e Acacitros, com patrocínio do Crea-SC.

 

Fonte: Epagri

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: CEASA | Acesso restrito